Agulhas Para Feltragem a Seco: Principais variações, suas diferenças e suas finalidades (Parte I).

 

 

Encontramos no mercado mundial uma grande variação de agulhas para feltragem. Essas agulhas são produzidas para a indústria têxtil e, para serem utilizadas em máquinas de produzir tecido em lã do tipo feltro.

   Em todo o mundo a técnica de feltragem a seco, ou seja, com agulhas especiais, se difundiu também como trabalho artesanal, feito a mão, com o uso das mesmas agulhas industriais de forma isoloada ou em acessórios com o uso múltiplo de agulhas.

   As principais variações que encontramos são no tamanho das agulhas, o calibre de sua ponta, a presença ou não de cerdas/farpas, o número de séries de cerdas/farpas e a forma da ponta da agulha. Todas essas variações definirá o resultado do trabalho.

   Embora possa parecer complicado, é um aspecto simples que deve ser observado para tornar o trabalho de feltragem manual mais eficiente, rápido e prazeroso. Cada tipo de agulha servirá para um tipo de resultado e terá um melhor desempenho conforme a fibra que estiver sendo usada e o projeto que se deseja realizar.

 

  Apresentarei para vocês as variações tendo como base o material que utilizo em meu Ateliê e que disponibilizo para compra na loja virtual aqui no site. Portanto, é possivel que existam outras diferenças que ainda não conheço, considerando que a industria têxtil está sempre se atualizando e desenvolvendo novas tecnologias, o que inclui a criação de novas agulhas.

 

     Em termos gerais, dependendo do fabricante podemos encontrar agulhas classificadas de forma bem simples e para quem está começando essa pequena variação pode ser suficiente.

 

  Variação no tamanho (F/M/G), com variação no número de série de cerdas/farpas na ponta da agulha.

 

F= fina; M= média e G= grossa. Com duas ou três séries de cerdas/farpas. 

 

  Então temos as possíveis variações:

 

Fina com 2s de cerdas/farpas

Média com 2s de cerdas/farpas

Grossa com 2s de cerdas/farpas

 

Fina com 3s de cerdas/farpas

Média com 3s de cerdas/farpas

Grossa com 3s de cerdas/farpas

 

  Variações maiores também são encontradas nas agulhas disponíveis no mercado mundial. Uma combinação entre as variações aumenta a sutileza nas diferenças nos resultados encontrados nas peças, decorrente do efeito que cada variação irá proporcionar.

 

  Um ponto importante e básico na escolha da agulha é a relação entre númeração (muitas vezes definida pela coloração da agulha) e espessura da ponta da agulha. Desta forma quanto maior o número mais fina a ponta da agulha. Por exemplo, a agulha 19 é a mais grossa, seguida por 32, 36, 38, 40 e, finalmente a mais fina, 42. 

 

 

Agulhas Triangulares: 

O calibre 32 tem 3 séries de farpas – ideal para feltragem de fibras grossas e modelagem profunda (prata)

O calibre 36 tem 3 séries de farpas – ideal para o início do trabalho e modelagem (verde)

O calibre 38 tem 2 séries de farpas – ideal para dar formas (vermelha)

O calibre 40 tem 2séries de farpas – ideal para detalhes (azul)

O calibre 42 tem uma farpa um lado - detalhes (ouro)

 

Agulha Reversa (inversa):

O calibre 40 tem 2 séries de farpas (8 farpas totais) – com as farpas invertidas em relação as farpas das agulhas regulares (triangulares, Star e Forket). É ideal para puxar as fibras para fora em vez de empurrar as fibras, na feltragem, para dentro. Usada tipicamente para fazer superfícies peludas/felpudas ou suavizar as superfícies em formas 3D, como cães e gatos. (laranja).

 

Agulhas Star:

O calibre 36 tem 2 séries de farpas – ideal para iniciar os trabalhos, pois é rápida no agregar as fibras mais grossas (creme).

O calibre 38 tem 2 séries de farpas – ideal para dar forma e iniciar o trabalho com lã de fibra curta ou de enchimento (preta).

Essas agulhas são ótimas para colocação de mechas de cabelos em bonecas.

 

Agulhas Torcidas (Espiral):

O Calibre 40 Spiral tem 2 séries de farpas e uma torção no eixo da ponta da agulha para espalhar as farpas em torno da agulha – ideal para um trabalho mais suave e finalização mais sutil de pequenos detalhes (azul claro).

O calibre 38 Spiral tem 2 séries de farpas e uma torção no eixo da ponta da agulha para espalhar as farpas em torno da agulha – ideal para trabalhos mais suaves com fibras mais grossas e para finalização de detalhes maiores, menos sutis (roxo).

 

Agulhas com Coroa:

O calibre 42 coroa tem uma série de farpas – ideal para fazer detalhes de pequenos pontos ou áreas rebaixadas em peças já modeladas (amarela).

O calibre 46 coroa tem uma série de farpas – ideal para fazer detalhes de pontos ou áreas rebaixadas maiores, em peças já modeladas (banca).

 

Agulha Forked:

O calibre 42 forked não tem farpas em sua ponta – ideal para afastar as fibras em áreas desejadas, fazer buracos de encaixe entre peças (metal natural).

 

RESUMINDO:

• 32, 36, 38, 40 e 42 de calibre agulhas triangulares

• 40 de calibre agulha reversa

• 36 e 38 de calibre agulhas stars

• 38 e 40 de calibre agulhas torcidas

• 42 e 46 de calibre agulhas com coroa

• 42 de calibre agulha forked

 

Eu particularmente, com minha experiência prática, elejo as agulhas médias e finas como mais versáteis. As agulhas triangulares calibre 38 (vermelha) ou as finas com 3 séries de farpas são as minhas preferidas. Para detalhes rápidos tenho gostado muito de usar a calibre 40 spiral (azul claro) e a calibre 40 reversa (laranja) para suavizar e aveludar superfícies de animais.

Na ausência das finas, as agulhas médias se prestam muito bem ao trabalho de feltragem e quanto mais especializado você for se tornando, mas fácil será escolher a agulha que irá utilizar para tornar seu trabalho mais eficiente e rápido.

 

Please reload

Post em Destaque

Feltragem, calor para os dias frios! Segurança para sua família.

June 6, 2017

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivos
Please reload

Encontre aqui
Please reload

Siga-nos
  • Pinterest Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square